sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Motor Diesel BMW Triturbo, chegou ao mercado internacional.



Pesquizado: http://youtu.be/cChsViUKXoA 


A versão M50d é a maior novidade da terceira geração do utilitário BMW X5 que chegou às revendas alemãs no dia 16 de novembro. A configuração que conta com o pacote esportivo M tem motor a diesel de três turbo  compressores e seis cilindros em linha.

O propulsor 3.0 é capaz de entregar 381 cv e 75,5 mkgf de torque máximo. Munidos ainda de transmissão automática de oito velocidades e tração integral, o SUV é capaz de sair da inércia rumo aos 100 km/h em 5,3 segundos.

De acordo com medições europeias, o BMW X5 M50d tem consumo médio de 6,7 litros por 100 quilômetros rodados e emite 177 gramas de gás carbônico por quilômetro. No Brasil, carros de passeio não podem ter motor a diesel. Uma pena, porque significa que vamos ficar sem esta pequena grande maravilha que a BMW está preparou para a Europa: um motor triturbo de 420 cv. Segundo o site alemão Bimmertoday, especializado em notícias da marca, este motor será uma nova opção para o Série 5, quando ele passar pela reestilização prevista para 2014. E ainda pode aparecer na versão mais esportiva do X5 e X6.

A Europa possui uma relação muito mais forte com os motores a diesel. Tanto que a BMW criou o N57D30, um motor 3.0 tri-turbo que produz 381 cv e brutais 75,5 kgfm de torque, que substituiu o motor biturbo de 300 cv da marca. A mudança tem um motivo: ele era oferecido apenas em carros de tração integral, que são mais pesados. Se a preparadora alemã Hartge conseguiu chegar aos 438 cv com este motor, não deve ser difícil para a BMW fazer o mesmo.


Os motores TD há uns bons anos atrás era visto com preconceito no que a Fiabilidade diz respeito. A evolução trouxe premissas que hoje em dia os simples e obsoletos motores atmosféricos Diesel deixaram quase por completo de se produzir.



Os motores Turbo já começam um pouco a cair numa arquitetura arcaica, sendo cada vez maior a massificação do conceito Bi-Turbo e por enquanto no Tri-Turbo como se conhece com a inovadora do conceito, a BMW no seu 50d.

A Volkswagen na Amarok com o 2.O BI-TDi apresenta-nos uma parca potência de somente 163cv, isto é, comparando com o 2.0 TDi 177cv com apenas um Turbo (ex: Audi A4).

Nenhum comentário:

Postar um comentário